Publicidade
Mario Baptista

Mario Baptista

Num extremo seu olhar captura metrópoles semi-adormecidas, iluminadas por feixes de luz quase sobrenaturais. No outro, a luz que Mario registra é da alma, dos olhares, do humano.